04 julho 2011

 Carta de Mano para Napoleão. Esta carta faz parte de uma série de correspondências entre Mano em Santa Catarina e Napoleão em Barbalha CE.
São José, 19/06/2011.
Prezado Napoleão, um grande abraço.
Eu estava ontem no sítio, em uma noite fria de ceu claro e lembrei-mede vocês. Surgiu uma nova conversa entre Pacha e Urutau, que transcrevo a seguir.
Diálogo II
Olá Urutau, andas desaparecido?
-Pois é Pachá, você sabe que saio em noites de lua cheia, mas essa anda encoberta pelas cinzas de um vulcão no Chile, o que tem sido danoso para mim, pois o ar lá em cima tem cheiro azedo.
- Como assim Urutau?
-Da reação entre sulfeto de hidrogênio -(um dos gases do vulcão) e a água na atmosfera forma-se ácido sulfúrico que corroeu as minhas penas e isso tem sido um grande problema para mim.
- Para mim também Urutau, pois sinto arder o meu focinho, o que prejudica o faro e fica mais difícil caçar preá.
-Pachá, agora me diga como surgiram os preás e enfim, a vida na terra! -Essa é uma pergunta complicada Urutau, mas eu ouvi do Dr. Napoleão que a vida surgiu na água do mar, há cerca de 4 bilhões de anos atrás, quando algas iniciaram o processo de fotossíntese, com liberação de oxigênio molecular para a atmosfera e assim o planeta terra se tornou azul. A evolução continuou da água para a terra, e a cerca de 500 milhões de anos atrás, em um processo lento, chegamos aos seres sexuados e aos
mamíferos, como eu e os preás. Houve a separação do supercontinente Pangea e assim muitos bichos ficaram separados, mas diz o Dr. Napoleão que em cerca de 250 milhões de anos a Europa se unira a África. Portanto, o globo está se movimentando, a lua está se afastando de nós, o planeta está fervilhando por dentro e por isso ocorrem os vulcões, os terremotos e os grandes tsunamis.
- Pachá, você tem notícias de outras explosões vulcânicas?
- Sim, “no dia 27 de agosto de 1883 a ilha de Krakatoa (indonésia) desapareceu, quando um vulcão supostamente extinto entrou em erupção.  Essa explosão é considerada a erupção mais violenta que o homem moderno já testemunhou. Os efeitos atmosféricos da catástrofe, como poeira e cinzas circundando o globo, causaram estranhas transformações em nosso planeta, como a súbita queda de temperatura e transformações no nascer e pôr do sol por aproximadamente 18 meses e levando até anos para voltar ao normal. Todas as formas de vida animal e vegetal da ilha foram destruídas. Por causa das explosões, vários tsunamis ocorreram em diversos pontos do planeta e perto das ilhas de Java e Sumatra as ondas chegaram a mais de 40 metros de altura”.
- Bem Pachá, a conversa está boa, mas por hoje é só e agora vou me abrigar na Chapada do Araripe.
- Boa sorte Urutau, pois segundo o Dr. Napoleão que é o guardião da serra, a natureza por lá está em perigo e por isso estou descendo para o sertão do João Vieira.
Obs.: Diz Mano: Pachá (um cachorro gordão que me acompanhava nas caçadas de preá no antigo João Vieira do Tio Quincas) e Urutau (uma coruja noturna também conhecida como Mãe da lua)), que também temos aqui no sítio e que sai somente em noites de lua cheia.
Marcos Aires de Brito
Postar um comentário