01 junho 2011

Ti Mano (meu moreno, O Patriarca)
Os ensinamentos que o SR. me repassou, muitas vezes até sem querer, estão entre os mais importantes que recebi. Hoje no meu discurso de formatura, não poderia deixar de me referir a um deles, talvez o maior, sua marca registrada.
Peço licença para mensioná-lo.
Afinal, não poderia faltar a esses novos bacharéis a principal lição de um “ex-aluno”.  “Um grande sábio me ensinou”... 
“É mais ou menos por aí” ... 
Um beijo da Morena enxerida- que agora exige respeito ( risos). Naiana 
...Todavia, tenho percebido que, quanto mais conhecimento os profissionais têm adquirido, menos humilde eles têm ficado. Isto se dá porque, como um grande sábio me ensinou, existem três tipos diferentes de humildade. A humildade por necessidade, a humildade por ignorância, e a humildade por convicção. As dus primeiras só existem em circunstâncias adversas e, sumindo estas, a humildade igualmente desaparece. A humildade por convicção, por sua vez, como aquela que possui Edvaldo, quanto mais crescemos, mais nos deixa conscientes do quanto ainda somos pequenos e nada melhores do que os outros... 
Recife, 22 de Dezembro de 2008. 
Obs.: em seu discurso, Naiana faz referência a todos os seus colegas de turma, sendo Evaldo citado no parágrafo acima um deles.
Postar um comentário